+55 (11) 2605-2403 Central 24h

mm elevadores

Central 24h +55 (11)2605-2403

O elevador gera emprego e renda

Escrito por Marcelo Braga para o DCI - 16/04/2019

A construção civil é chave para a retomada do crescimento da economia.

elevadores geram empregosO mercado de elevadores é o último a sentir qualquer impacto positivo.

O setor da construção civil espera com ansiedade pela aprovação das reformas e pela retomada da economia. Não é para menos. Um dos mais castigados pela recessão, esse segmento atua com menos da metade de sua capacidade de gerar renda e empregos.

Tudo indicava que, logo no início de 2019, começariam a surgir indícios positivos, suficientes para despertar a confiança.

Mas a construção civil, que já amarga mais de três anos de perdas acumuladas, sofreu mais uma queda no ano passado, de 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo cálculos – do Monitor do PIB, da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Nada sugere uma recuperação consistente, como indica a Sondagem da Industria da Construção, estudo da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Os índices de expectativas do setor ficaram praticamente estagnados em março. Outro sinal de alerta é o recuo da intenção de investimento por parte dos empresários do setor e do indicador ICEI – Construção da mesma entidade, que começaram 2019 em níveis bastante elevados, mas recuaram pela segunda vez consecutiva.

Continue Lendo

Elevador de prédio onde mulher morreu tinha problemas constantes

Escrito por Diário do Nordeste

Residentes do Edifício Pimentel, onde a agente sanitária Mara Santos morreu, após cair no fosso do elevador, relataram que o equipamento passava por problemas de maneira recorrente.

diario do nordesteO elevador, segundo os moradores, não parava nos dois primeiros andares do edifício
FOTO: KID JÚNIOR

Antigo, o elevador em que morreu a agente sanitária Mara Sousa dos Santos passava por problemas constantes, segundo moradores ouvidos pelo Diário do Nordeste. O edifício conta com um elevador mais moderno, mas também, segundo relatos, está sem operar há mais de um ano. Mara faleceu na manhã da última quarta-feira (30), após cair no fosso do equipamento, do sexto andar do Edifício Residencial Pimentel, no Centro de Fortaleza.

Segundo uma moradora identificada apenas como Mercedes, o elevador parava de funcionar constantemente, deixando seus usuários presos. Além disso, complementa, não funcionava nos dois primeiros andares do prédio. "Ele não para no primeiro andar, onde eu moro, então o problema já começa aí. Só para do terceiro em diante e por isso eu nunca uso ele, graças a Deus, mas sei que são muitos problemas e nunca tinha manutenção preventiva", diz.

Moradora do 7º andar, a comerciante Meire Costa confirma a informação, alegando já ter ficado presa em uma dessas ocasiões. "Todo dia ele 'dá o prego'. Uma vez quase fico asfixiada, mas comecei a bater na porta e me tiraram logo", conta. Segundo Meire, o equipamento só era visto por técnicos quando parava de funcionar. "Esses prédios muito antigos precisam de manutenção sempre e não só quando dá problema", avalia.

Continue Lendo

Ajustes antes, durante e após a modernização dos elevadores

Escrito por  Rosali Figueiredo (Revista Direcional)

Mesmo que o condomínio tenha que esperar um tempo até que possa modernizar os elevadores, ele pode antecipar algumas medidas de segurança. E, depois da modernização, precisa ficar atento à manutenção.

modernizacao elevadoresSíndica Guiomar Courtadon: Elevadores foram etapa inicial de programa de modernização de prédio residencial de 1958

Os elevadores requerem manutenção constante e, em determinados períodos, trocas de componentes e atualização em relação às normas técnicas de segurança e acessibilidade. Entretanto, chega um momento em que o custo dos serviços obriga o condomínio a aprovar a modernização parcial ou total desses equipamentos. Foi o que aconteceu no Genoveva Jaffet, residencial de 1958 administrado pela síndica Guiomar Courtadon, no bairro do Paraíso, em São Paulo. Há oito anos na sindicância, Guiomar vem promovendo paulatinamente a revitalização dos sistemas do prédio de 54 unidades, tendo realizado há cinco a modernização parcial dos dois elevadores

O motor foi mantido, assim como as portas externas dos pavimentos. “Antes da modernização, tínhamos um histórico de moradores e prestadores de serviços presos nos elevadores. As quebras eram constantes, o custo elevado (pela falta de peças de reposição), assim como o consumo de energia. Chegamos a ficar dois meses com um deles parado aguardando peças”, lembra Guiomar.

A modernização ajudou a mudar o próprio perfil do edifício e deu ao condomínio uma “segurança física que não havia antes”. “Fiquei muito feliz com os resultados, tivemos posteriormente um ano de testes pós-modernização”, revela a síndica. Um único contratempo, a ser solucionado, ficou por conta das portas externas dos andares, que não foram substituídas. “Nossa próxima etapa será modernizar essas portas. Apenas substituímos as do pavimento térreo e subsolo”, diz. Guiomar anota eventuais paradas provocadas pelo sistema dessas portas. “

Continue Lendo

Entrevista / Seciesp: Novas gerações tecnológicas impulsionam modernização dos elevadores

Escrito por  Rosali Figueiredo (Revista Direcional)

O presidente do Seciesp (Sindicato das Empresas de Elevadores do Estado de São Paulo), Marcelo Braga, e o diretor Fábio Aranha explicam os principais aspectos que envolvem a modernização dos elevadores, em entrevista à Direcional Condomínios.

Marcelo bragaMarcelo Braga, presidente do Seciesp

Ambos destacam cuidados a serem tomados pelos gestores na contratação dos serviços, como evitar o bloqueio das máquinas através de senhas que impeçam a manutenção futura por outra empresa que não aquela que tenha realizado o trabalho; além de garantirem a instalação de protetores contra surtos. Ambos fazem parte da Associação de Elevadores do Mercosul, sendo Fábio Aranha o presidente.

Razões da modernização

A modernização deve ser feita quando há paralisações sucessivas e gastos elevados na troca de peças e componentes. No entanto, a modernização pode ocorrer em etapas, conforme a disponibilidade financeira do condomínio e atendendo-se a um critério técnico que não prejudique o todo. Mas é preciso cuidado para que a empresa que vier a instalar os equipamentos não os bloqueie com uma senha que impeça a manutenção por outro prestador de serviços. O síndico deve evitar empresas cujos equipamentos são exclusivos e optar por elevadores que possam ser conservados por qualquer empresa especializada. E caso o gestor perceba que há senha de bloqueio, ele poderá exigir a sua retirada, conforme sustentam decisões judiciais já tomadas favoravelmente aos condomínios. Por fim, a montadora do equipamento deverá fornecer o manual completo de manutenção e não apenas o de utilização do elevador.

Continue Lendo

Manutenção dos elevadores do condomínio: Ações mais importantes & periodicidade

Ausência de informações e desconhecimento acabam comprometendo, “muitas vezes”, a possibilidade de o condomínio acompanhar e medir os serviços de uma empresa de manutenção de elevadores, aponta o engenheiro Antonio Luiz Caldeira.

“Em um elevador há diversos itens a serem verificados periodicamente e, para que todos eles possam ser checados de modo a garantir um bom funcionamento e a durabilidade do equipamento, algumas empresas criam um plano anual de manutenção preventiva, permitindo um melhor acompanhamento dos serviços”, explica.

A seguir, ele propõe um escopo mínimo de ações, distribuídas ao longo do ano, para cada setor do equipamento. 

Continue Lendo

Baratear Custos de Manutenção de Elevador Seria Possível aos Síndicos?

Com cerca de 28 anos de experiência na área de elevadores, o engenheiro de controle de automação Antonio Luiz Caldeira destaca que os síndicos podem adotar diferentes medidas visando à racionalização dos custos de manutenção desses equipamentos.

Eng. Antonio Luiz Caldeira: Inúmeros itens devem ser revisados anualmente em cada elevador do prédio

Isso não representa negligenciar o setor. Pelo contrário. O objetivo é diminuir o número de paradas, melhorar a segurança e qualidade dos serviços prestados aos usuários, assegurar procedimentos mínimos de manutenção preventiva periódica, intervenções adequadas na manutenção corretiva e, por fim, a emissão do RIA (Relatório de Inspeção Anual), licença obrigatória a todos os elevadores instalados nas edificações do município de São Paulo. O RIA funciona como uma espécie de licenciamento e deve ser providenciado pela empresa responsável pela manutenção dos equipamentos no condomínio.

Continue Lendo

Serviços Profissionais

Qualidade e Segurança

Entre em contato

Powered by ChronoForms - ChronoEngine.com

orgaos segurcz orgaos creacz orgaos seciesp2cz

mm elevadores traCentral 24h: +55 (11) 2605-2403
+55 (11) 94702-8274
+55 (11) 94702-8277
Comercial 1: +55 (11) 2165-4600
Comercial 2: +55 (11) 2778-6017
Comercial móvel: +55 (11) 94702-8296